Resumão do ano passado

Estava lendo o resumo do ano passado e percebi o quanto o tempo passa rápido. Este ano que passou não deu pra fazer muito coisa. Mais uma vez aquela fala do professor Márcio (Eletrônica) se concretiza: “Passa rápido porque observamos muito pouco o que acontece ao nosso redor”.

Mas não dá pra mudar muito né?! Pra quem trabalha fechado numa sala olhando pra um monitor o dia todo há muito pouca coisa pra observar. Dá vontade é que chegue logo a hora de ir embora 🙂 .

Mas mesmo assim, alguma coisa aconteceu. Mais uma vez vou fazer o resumão do ano na faculdade:

Começando com minha lingua afiada, no primeiro semestre Economia e Custos foi muito sem futuro, nenhum conteúdo muito útil, mas pelo menos a professora não pegava no pé. Média 10.

Se tem uma matéria que achei legal foi Linguagens formais. O Pelágio sabia muito bem o que falava. É meu estilo de professor também, bastante metódico.

Sistemas operacionais foi legal, bastante coisa nova. Se precisar fazer um SO qualquer dia desses já tenho por onde começar. Pena que o Fabian atropela os alunos com a matéria.

Em arquitetura até que houve alguma coisa nova, mas não sou muito chegado no esquemão do Miguel de dar aula. Ele vai muito na conversa dos alunos e esquece da aula. Também não gosto de copiar este tipo de matéria do quadro porque enrola demais.

Banco de dados II foi um pouco complicado. A professora não tinha muito domínio do assunto e a matéria é bastante complicada de abordar da forma que ela queria. Na minha opnião valeria mais aprender a trabalhar com otimização de SGBD’s, já que a base de criar tabelas nós já conheciamos. Uma parte legal foi o projeto que ela pediu pra fazer. Se alguem necessitar, pode pedir que disponibilizo. É um catalogador de periódicos em geral (revistas, etc).

No segundo semestre a batalha começou. Ô semetre complicado, sinceramente foi o semestre “nada”.

Em sistemas operacionais II o bicho pegou. Sinceramente, aprender VALE4 foi horrível. Sem falar que não vou utilizar vale4 no dia a dia a não ser se resolver ser professor de SO. Poderia explicar como fazer aquilo tudo em um framework real como ele tentou no final com MPI. Mas não adianta falar “façam!” e ficar esperando. Professor tem que ensinar, não dizer o que você tem que aprender.

Em redes não houve muita novidade. Apenas algumas formalidades a mais e a definição correta de cada coisa (protocolos, camadas, etc).

Em compiladores e complexidade de algoritmos o bichou pegou novamente. O professor podia ter seguido algum livro. A materia que ele explicou ficou sem sequencia, sem relacionamentos. O cérebro só aprende relacionando problema com solução, novidade com conhecimento pré-adquirido.

Gostei de pesquisa operacional. Matemática é minha praia e a professora sabia o que falava. A matéria foca-se em “como resolver problemas do dia a dia” e isso é muito útil.

Em resumo na faculdade não foi muito legal, mas dos males o menor pois agora só faltam TRÊS períodos!

Agora, se houve algo que gostei de ter começado a fazer foi estudar violão clássico. Vocês puderam ver algumas gravações aqui. Em breve disponibilizarei outras. Gosto muito de fazer isso. Este foi o primeiro ano de estudo, acredito que vários outros estão por vir!

Comecei a namorar novamente e estou apreciando muito, quem sabe não dá festa de doces daqui algum tempo? 😀

Também troquei de moto e viajei pra São Paulo, na Borcon. Foi muito legal e proveitoso. Bastante novidade, gente nova que só conhecia por nome em revista. São estes eventos e este conhecimento que soma na vida.

Devo estar esquecendo de muita coisa, mas em resumo é isso. Desejo a todos um novo ano repleto de realizações! Mas não fique esperando acontecer, faça algo se realizar!

Anúncios